Sejam bem vindos ao meu Blog

"O Artista se eleva pelo prazer da beleza dentro de sua criação."

Minha origem

Sei que amo. Conheço minha origem, respeito a mim mesma, tenho consciência da miscigenação e da minha cidadania.

Bahia de Todos os Santos

Moro na Bahia de Todos os Santos, abençoada por 365 igrejas, um legado deixado pelos Portugueses. No sincretismo religioso, o abraço com todas as religiões.Um povo que vibra sem intolerância religiosa.Tenho fé e amo meu povo!

domingo, 25 de setembro de 2016

Uma mulher com tudo para vencer

Ela tinha pernas torneadas e, um corpo invejável. Estudou em escolas Públicas, passava de ano com às melhores notas, muito inteligente, formou-se em Matemática. Passou no concurso  para  trabalhar no Banco do Brasil, contar dinheiro era muito prazeroso mas, tinha de atender muitos clientes, por vezes ficava abafada com tantas reclamações e, notas em sua frente. Casou com seu melhor amigos, tiveram filhos e, vários imóveis, muito insatisfeita foi vendendo os imoveis. E, começou ter mania de grandeza, usava roupas de marca, tinha o carro do ano, muitas festas regadas de bebidas. Iniciou na beberagem  com um drink, como tinha antepassados alcolatras, não deu a devida importância. Teve o segundo marido que bebia, muito  murros, socos,culminou em separação. O terceiro foi o melhor esposo, tiveram  duas filhas, com um Frigobar com bebidas caríssimas, o álcool já estava correndo nas veias. Ela era insaciável em fazer sexo, com uma boa dose de whisky, acabou o casamento, dividiram os bens. Como não podia ficar só, ela foi morar com um gigolô, um homem feio, sem princípios, mas, tinha aquela lapada que ela não podia deixar de  mexer e,sem fazer um dia. A gulosa continuava, aposentada, no princípio era um contentamento, com uns anos o ócio, foi de gole em gole se afogando na bebida, no final sozinha. O álcool é a maior mal que o homem pode consumir. O mundo está virado.

Varenka de Fátima Araújo

sábado, 24 de setembro de 2016

Homenagem para Beata Maria de Araújo


Beata Maria de Araújo

Ò alma pura, votos de castidade
Fizeste o bem, de repente sofrendo
Na correria foste levada, verdade
Encurralada no Crato, enfermidade

Para surpresa, rasparam tua cabeça
Maus tratos ante um abismo rasgado
Para e fica...  Sem resposta na cabeça
Mas confirmavas o milagre sagrado

Ficaste reclusa sem habito, doendo
O tormento desfalecido, definhavas
Eles prosseguem com golpes sem dó

Perdoa Deus, mas defendo a beata
Na desavença desta vida marti
O povo conclama a Santa beata

Varenka de Fátima Araújo

domingo, 18 de setembro de 2016

Paralimpíadas Rio 2016

Paralimpíadas Rio 2016

Os jornais gostam de publicarem fotos de desastres horrendos, para venderem bastante.
Jornais e, mídia não deram à  devida divulgação da Paralimpídas no Rio de 2016, algo soa estranho, como  vem sendo tratado o assunto. O discurso da doença não comoveu toda mídia.
Existe algo fascinante nestes atletas, que são capazes de superar suas dores, a fragilidade do físico. A frágil evidência de quem são, uma violência de quem já viveu um acidente, outros atletas, já nasceram com uma doença crônica, ou , degenerativa, suas relações com a dor, tornam apaixonados pela vida e,querem dar um compasso da existência, como superar a dor, com suas vitórias, são metas
dos atletas, eles entram numa intervenção divina para romperam a eternidade. O amor a vida permanecem em cada atleta com sua deficiência. Uma nota zero para os jornais e televisões, pois estes seres humanos superam a dor, desigualdade, canalizando suas energias para resistirem aos sofrimentos. E, portanto eles se alimentam em receber uma medalha, como prova da sua existência contra seu pior adversário, a doença.

Varenka de Fátima Araújo.

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Números no Blog

Então.....Matemática, bicho que acaba com os miolos,
na escola era um fiasco
contava nos dedos embaixo da carteira
2, 3,5,soma 10, enganava não
placas de carro, BR 2133
pego um algarismo, vou tentando desfiar a sequência
telefones, uma infinidades de numero
acrescenta o DDD, 71, 75
acho que perdi o contato.
na fila do SUS, falta 13,15,19, xi
o certo é o Revolvemojos
era 11,998 visits
hoje, 12.000 visits
meu singelo Blog, gratidão.

varenkadefatima.blog


quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Colcha de Retalhos

Minha  mãe pensava: Picos é perto, faz calor,vivia balançado na rede, naquela época eu era pequenina, ela guardava retalhos. Ela continuava pensando: Muxiopó, seu pai vai ser promovido, foi onde nasceu seu filho, o Segestes. Ela continuava: Fortaleza, eu pensava vou abandonar minha escola, foi nesta cidade que meu pai ficou desempregado. Ela não deixava de pensar: Juazeiro do Norte, foi doloroso, ela não foi frágil, segura uma maleta, de porta em porta vendendo sapatos, roupas,e, colhendo retalhos, viajava, colendo retalhos. Pensou decididamente: Salvador, só pensava em sua família, fixou residência, aposentou com uma  pensão que nem sequer consegue comprar seus remédios,terminou a colcha de retalho, cada um marca detalhes com precisão e, determinação. Suas mãos, hoje, já não estão viçosas, sem firmeza. Está relíquia é minha.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Poetizando Momentos

     Era uma tarde de setembro, o sol e o vento perturbam meus cabelos, como de habito segurei a respiração por segundos uma festa de pensamentos, são tantos poetas com suas letras neste livro, sei que A.J. Cardeais comemora mais um, no Movimento Literatura Clandestina.

Homenagem a Jorge Luis Borges


quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Mulher que sabe lutar.

Mulher

Maria Quitéria
Raquel de Queiroz
Maria Bonita

Eu pego a caneta
Escrevo o que sinto
Seguindo o exemplo
Das mulheres valentes

Não falo de fores
Falo da mulher que vai lutar
Em passeatas, em sindicatos
Que lutam sem armas

Mulher que alinhavam
Com palavras escritas
No computador, sites
Em prol de mudanças

Mulher bonita que ama
Maria Bonita e, Lampião
Raquel de Queiroz, escritora
Maria Quitéria, militar brasileira, heroína.


Carta ao Presidente

Excelentíssimo Senhor Presidente da República do Brasil


A Vossa Excelência, Presidente Michel Temer

 Meu nome é Varenka de Fátima, imortal. Sim, enganei a morte, quando foi retirada minha tireóide, fiz reversão da aposentadoria, enganado uma segunda morte.
Quase sempre a morte me persegue, mas eu me safo, e, ela pega outra pessoa.
Até quando, senhor Presidente?
Eu não paro de me dizer que não é justo passar a vida inteira trabalhando, já toda metamorfoseada,
 aposentar por invalidez ou ter uma aposentadoria que chame a morte.
Até quando, senhor Presidente?
O país se arrasta faz muitos anos, errando e acertando, não e não, isto não pode tomar corpo.
A educação está um caos, valores descartáveis, continuação de desgastes dispersos e contraditórios.
Rumores delirantes de que o País vai piorar, não tem como passar para pior do estado que se encontra.
Como a paisagem muda rápido quando vamos de metrô. Então minha índole cortada e ordeira, pede sem resignação, sem grito de guerra que zelem por padrões éticos.
Sim, tudo pode mudar desde que esteja viva! Que prevaleça a Ordem e o Progresso.

Varenka de Fátima Araújo









sábado, 3 de setembro de 2016

Para dizer a verdade

A verdade não se encontra metida nas mentes de uns homens que estão numa casa com suas vontades próprias. Tudo começou na colheita do café, pediram muito dinheiro, gerando uma Dívida Externa sem precedente, um povo que não tem acesso á educação fica cego, somente quem  estuda entende os manejos da política. Foi consumado o Impeachmente da Presidente Dilma Rousseff, o povo não votou neste julgamento. É claro que a Democracia foi violada. E o processo, mostrou ao mundo, o que deveria ser lavado em casa. Abatendo  muitos cidadãos honestos. A história marcará o segundo Impeachmente, o primeiro foi o do Fernando Collor bem diferente e, no mês de agosto de 2016 o de  Dilma Rousseff. A história será implacável marcando nomes do Brasil.
É vergonhoso para quem ama o Brasil pois, o mundo sabe das manobras que estão fazendo, sabem como é fácil pintarem juízes como eram pintados antigamente, para conseguirem só a inveja e a ambição estão estampados em seus rostos. Mais tristonho ficaram famílias,com seus filhos sem conseguirem empregos, professore abatidos pelo cansaço de longas lutas. Aposentados que já estão a beira do precipício com suas aposentadorias diminuídas, sem direito do resto da vida .  Eles fingem, que não irão levar no caixão um montão de dinheiro, sugado do seus próprios irmãos. No rosto dos poderosos máscaras, já não sabemos em quem votar.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Portas que alinhavam um labirinto

São tantas portas que uns homens se perderam,,,,,

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Homenaje a Jorge Luiz Borges

alfredasis.cl
ALFREDASIS.CL                          ISBN:978-956-362-928-6.

sábado, 27 de agosto de 2016

Olimpíadas no Rio de janeiro - Brasil - America do sul

Este presente já é passado e, vai ajudar a definir na história dos esportes que foram permeados em fotografias, vídeos, Facebook, Twitter, blogs, jornais em um delicioso vai e vem de atletas dos quatros Continentes. A abertura para todos os gringos ficarem enamorados e, extasiados, com flash  do descobrimento do Brasil pelos portugueses, os índios com suas danças , os negros, a favela, o crescimentos com prédios, a saída do 14 bis com Santos Dumont do  Estádio do Maracanã. O desfile na passarela de mais famosa manequim a Gisele Bündohen. Enfim começa a disputa, no quadro das medalhas foram: Estados Unidos 121, Grã-Bretanha 67, China 70, Brasil 16, está disponível na net, Jogos das Olimpíadas de 2016 o restante dos países que ganharam medalhas.
Quem torceu a cara para a primeira Olimpíadas de 2016, sediada no Brasil, com suas visões partidárias da politicagem se ferraram. É registrado  desde o ano de 2000 que os jogos passaram à serem patrocinados por grandes empreendedores e, é, evidente que os políticos disputam o seu quinhão.
A maior celebração da vida, teve o maior exito no Brasil, apesar da crise em todos os níveis que passamos. Foi uma das Olimpíadas sem atentados, por parte de uns poucos homens destruidores da harmonia em seus costumeiros ataques em matar atletas.
Sim, subimos ao pódio com atletas, principalmente da Bahia, sem patrocinadores que foram verdadeiros heróis, exemplos a serem seguidos por outros jovens. No encerramentos, uma mostra da força e, persistência das mulheres rendeiras, da música de Luiz Gonzaga, a dança do xaxado, ficou a marca dos nosso atletas negros. A certeza que o Nordestino foi o alicerce para o crescimento do nosso país. " Eu te amo meu Brasil, eu te amo".

Varenka de Fátima Araújo.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Por minha participação em "Sociedades Enfermas".


terça-feira, 16 de agosto de 2016

Dia do pai/mãe

Com esta música na voz do Freddie Mercury, eu comemoro com todas às Mães que como eu, foram pais dos seus filhos. Eu, sei o que é ser pai,fazer os dois papeis de mãe e pai, eu realmente me revesei em muitos. Eu fui persistente como um leão, trabalhei, mudei em vários ritmos. Carregando o filho ô, filho presta atenção, segura em mim bom dia filho, eu segurava a porta da escola, cuidado respeite a professora, esqueci a panela no fogo, voltava para casa, apagava, seguia para o trabalho, falava o tempo todo do receio da criançada, boa tarde filho,pegava em sua mão de volta para casa , vamos passear e, contava historias do Lobo mau, Dona Carochinha, Môngli, vem, filho acorda, vamos para a natação, água é tudo, segurava meu braço, sua chinela está trocada mãe os dias escorrendo, passando numa rapidez, fez vestibular, passou na Faculdade paga, paguei sem pena, agora me ensina,valeu filho. para contar os degraus que subi e, desci, então entendam um filho é para sempre, o que vai ficar será ele e meus livros.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Ela segue como uma atleta







Olimpíada em Salvador-Bahia-Brasil

Calendário dos jogos em Salvador

04/08: México x Alemanha (M) e Fiji x Coréia (M)

07/08: Fiji x México (M) e Alemanha x Coréia (M)

09/08: Austrália x Zimbábue (F) e Nova Zelândia x França (F)

10/08: Japão x Suécia (M) e Dinamarca x Brasil (M) – Esgotado;

12/08: Quarta de final (F)

13/08: Quarta de final (M)

 É hoje, eu sei bem, mas há meses o mundo está de olho no meu país, uma tempestade  de palavras vinda de todos os cantos, como se a terra mais cobiçada tivesse culpa dos maus tratos, as bananas podres que foram jogadas por inescrupulosos, nem o povo, e, a terra que a força da natureza fez  muitíssimo fértil e rica são culpados,  os pagadores somos nós, o eco dos sons nos atingem. Vibrarei com o círculo que abriga atletas e, jogadores, sem medo, cantando o Hino da Vitória. O palco vai ser na Fonte Nova, bem equipado para receber um público calosos. As Olimpíadas foram alvo de invejosos. Não tem meio termo, para os atletas, a vida tem mais valor. Axé.

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Agosto

Agosto
Agosto sorriu para mim, soprava um vento de moinho,
sem cabeça de dinossauro, era trégua de julho,
os agouros se foram como baforadas dos cachimbos dos índios,
o mico não era meu, pagam os que enchem os olhos de cobiças,
meus versos cantam com sentimentos que vertem da mente,
veste uma ossada frágil, com força de uma leoa, e, vamos
sofrendo, esperançosos com os tempos de fartura, irmãos
perdão o mundo está parado no lamaçal com bichos repugnantes,
entre senhas,uns cantam, outros insanos,outros pedintes,
outros esfolham, outros escarneiam, muitos fogem,
muito cuidado,as escolham são de inteira responsabilidade da vontade própria,
viver no arrependimento é uma prisão,
o céu é tão vasta que nunca tem fim.O amor compensa.
Varenka De Fátima Araújo

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Livro em Homenagem a José Carlos Mariátegui

Estou participando com  uma poesia do livro, organizado por Alfred Asís.
ISBN - 978 - 956 - 362 - 825 -8

Meu nome em selo postal


quinta-feira, 28 de julho de 2016

Germano Machado completa 90 anos

Quando eu entrei na Câmara de Vereadores, senti como se estivesse voltando.
Vindo ao meu encalço o Germano Machado, livro na mão, sua arma mais feroz,
segurei sua mão, seu olhar firme, elucidação certeira, com seus noventa anos,
ergueu sua outra mão, num gesto de sábio: "Para frente e, para o alto".


Meu texto na capa do Livro de Valdeck de Almeida de Jesus