Sejam bem vindos ao meu Blog

"O Artista se eleva pelo prazer da beleza dentro de sua criação."

Minha origem

Sei que amo. Conheço minha origem, respeito a mim mesma, tenho consciência da miscigenação e da minha cidadania.

Bahia de Todos os Santos

Moro na Bahia de Todos os Santos, abençoada por 365 igrejas, um legado deixado pelos Portugueses. No sincretismo religioso, o abraço com todas as religiões.Um povo que vibra sem intolerância religiosa.Tenho fé e amo meu povo!

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Será que o futuro mora em Luna?????

domingo, 17 de fevereiro de 2019

Agora sou eu

Não dar para mudar
está tudo azedo
muito amargo como fel
sem cores
como um dia sem brilho.
Belzebu reinado
onde os pedaços do mau habita.
A vida tem sido pesada
como uma colcha sem fim.
Não me perguntem
dos meus segredos
de onde vim
minha idade é ilusão
o tempo de trabalho
o que faço na cama
com quem ando.
Revirando o baú
não tenho nada
se às cartas estão marcadas
não sei jogar.
Amanhã não sei o que serei
agora sou eu.

sábado, 16 de fevereiro de 2019

Meu Herói Joaquim

Meu Herói JOAQUIM.

Eu podia ter matado um homem, poderia ter matado todos homens, poderia ter virado uma esquina,para encontrar uma mulher com ideias preconcebidas, como às mulheres escaldadas.
Brinco como uma mais que sincera, só para ouvir suas gargalhadas, sei, meus colegas são bem diferentes em posturas, mas gostam de darem uma tirada para ouvir minha resposta repentina .
A questão é meu herói Joaquim, colega de poucas palavras, seus gestos me fazem, levantar minha voz, muito inteligente, casado. O que importa aqui foi sua solidariedade, largou tudo para me socorrer, foi ao local, onde me encontrava, caída no chão, me acompanhou no Samu e, ficou no hospital, até o médico dar o veredito, cirurgia.. Era muito tarde da noite, eu na maca muitos rostos ao meu redor, olhei para Joaquim sério, Varenka e minha mulher não posso ficar no hospital, você vai fazer cirurgia tenho de ir para casa. Muito dolorida, pode ir em paz, faça o favor de dizer para sua esposa que estava no hospital acompanhando uma colega, aqui não pode fazer nada, os médicos sorriram. São muitos anos que somos colegas " o equilíbrio pode não ser perfeito, o homem deve ser integro e solidário.
Meu herói será sempre, o meu herói.

Varenka De Fátima Araújo

Sempre vagando

O céu ficou como uma cratera escura aberta
Domem demais, ao despertar o homem moderno
E sempre esperam que outros façam por eles
Lá na rua os descamisados sem rumo e prumo
Dobam a rua sem direção, sem acalento
Lá vai João, lá vai Maria, Jorge, sem voz, sem brado.

Varenka de Fátima Araújo

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Diploma de honra


Poeta

Do poeta vai poesia
Fruto da imaginação
Quimera e poesia
A vida é inspiração.A imagem pode conter: 1 pessoa, óculos de sol

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Amor para Antologia

Amor
es sublime
tu susurros amor
ellos son sifonía sublime
bendito los siempre mi vida
amor mio llevarme
su vida
llevarme.

Varenka de Fátima Araújo
Nenhuma descrição de foto disponível.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

ELMA

ELMA
Elma - Marluz fica com minha filha, vou ter dar um role na casa da sorte.
Marluz - Você é louco se descobrem, sua casa é aqui e, não o bordel.
Elma - Tenho de dar evasão às minhas fantasias e, foi pro bordel mais luxuoso
Marluz - Volte logo, já devem saber das suas.
Elma - Estou de volta....
Firmino - O que falta aqui, para você procurar fora de casa, não sofro pelos cornos, vou te perdoar
Elma- Nada, mas estou indo embora pro bordel.

Varenka de Fátima Araújo

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Uma breve causa

Uma breve causa

Tenho feito mil piruetas e guardado um segredo.
Tenho pensado no dinheiro que é feito de papel, prefiro o papel do livro que bem guardado fica para posteridade, é como suspirar e gemer por uns segundos, tendo a certeza que tudo é ilusão.
Sigo caminhando por ruas tortas, procurando o vermelho esfumaçado, cai a chuva e o sol se esconde, um minuto triste outro sorrindo.
Agora sei que não se faz o esboço da nossa vida.

Varenka de Fátima Araújo.

domingo, 10 de fevereiro de 2019


Não somo uma Lenda

Não somos uma lenda.

Não fica o borrão da foto, o tempo amassa, pila os ossos.
O amor segue nas assas de um gavião.
Corte o problema sem trauma, como uma fera
Assista os movimentos de flasihblack da vida diante dos seus olhos
Como o amanhã fosse hoje, sem temer risco
Nascer é um tratado com o tempo marcado,
Grite forte como a cidade fosse sua
O mundo não vai acabar, ele avança á mil por hora
Então sorria, mudando a canção.
Assim, seremos apagados sem vestígio da passaA imagem pode conter: uma ou mais pessoasgem na terra.

Ao meu amigo Valdeck

Meu querido amigo Valdeck Almeida de Jesus,

A prova de uma amizade que resistiu as tempestades.
Escolhi esta foto por ser mais antiga, tenho muitas fotos juntos, foi uma longa estrada e, juntos divulgamos, participamos de Bienal,de feira de livros,nós, apenas nós dois. Você começou a aparecer e, eu seguindo.
Sempre, foi o mais veloz, a turma tentou de todas às maneiras nos separar, eu feroz, cheguei quebrando com minha voz , eles estão falando absurdos, estão me destroçando. Você com toda calma, tentando me mostrar que nossa amizade, não era uma aliança literária, era uma amizade de verdade, insistia na mesma valsa. Mandei uns para às favas, fiquei na minha. Sim somos amigos,não mostrarei às provas, não, não. Sei que o nosso elo é mais forte do que todos. Gratidão por ser o meu amigo de verdade.

Varenka de Fátima Araújo

sábado, 9 de fevereiro de 2019

Mini conto - Certos homens

Certos homens
-Maricota,dou um zero para homens convencidos.
-Marira, ficam na moita,esperando que você se jogue debaixo para deitarem e rolarem
- Maricota, comigo não, mando todos para Sibéria,viram estatuas de gelo.
- Marira, congelados o pau não sobe.

Varenka de Fátima Araújo

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Mini conto

O amigo enganador.

Gracindo: "Vamos almoçar para casar".
Zelda : " Uai, você já é casado".
- Colega é para juntar nossos contra cheques em tempo de crise.

Varenka de Fátima Araújo

sábado, 2 de fevereiro de 2019

Hoje, é dia de Iemanjá e do meu pai.

Hoje, é dia de Iemanjá, dia em que meu pai foi protegido pela rainha do mar, papai não colecionava roupas, um terno foi o único que ficou.Meus olhos sempre sorriam com seu adereços, ele sentia meus passos e, colocava um balde, jaca, panos,papai tira da cabeça e,eu soltava gargalhadas. Eu, sempre segui seus conselhos,segui até sua sombra.E, como se doava, seu nome sem querer seguia como Francisco das Chagas. Vamos dançar sempre era bolero, valsa, aprendi dar piruetas com ele. Seu embalo era o melhor do mundo ao me despedir, ele soltava beijinhos, para minha Varenkinha vai mil beijinhos, papai mando dois mil beijinhos e, sorriamos. E, eu sempre falai que o amava em vida. A saudade não apagará nossas conversas e, passeios andando nas ruas, em casa.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Retrato

Ela, é engraçada, olha o relógio, por reflexo começa o ponteiro dar voltas e, ao meu redor só um montão de gente louca, já sei acabaram os hospícios, soltaram e surgiram outros com suas doenças disfarçadas em novos nomes, imaginem tudo misturado. Começa a dar gargalhadas, segura os cabelos, vou cotar está muito longo, coloco em meus retratos e ficam para posterA imagem pode conter: Varenka De Fátima Araújo, close-upidade....Risos.

Simples como o Carlos Leite Ribeiro

CARLOS LEITE para sempre na memória

Carlos Leite tão querido...Saudades não se mede quando lembro da tua partida para outro plano mais elevado.
Quando apresentaste uma foto tua jovem, como era belo meu amigo, tuas mãos finas de artista e escritor, carregaste na cabeça tantos sinônimos , adjetivos e, muita sapiência. De todos os teus feitos o PORTAL CEN  "CÁ ESTAMOS NÓS", ficou para sempre, fizeste nascer uma ponte literária entre Portugal e o Brasil, apresentaste ao mundo muitos poetas, escritores que às letras firam nos ares. Um teu pedido não pude negar, fiquei um certo tempo como divulgadora do PORTAL CEN, foi uma honra para uma humilde escritora. Separadamente divulgastes histórias e, trabalhos de pesquisas de vários seguimentos para o entendimento dos teus leitores.
Eu, sei que ficaste gravado na memória de muitos amigos, escritores, poetas e leitores do mundo.

Varenka de Fátima Araújo

domingo, 27 de janeiro de 2019

Como divulgadora e participante da Antologia.

sábado, 26 de janeiro de 2019

Alfred Asis minha homenagem.

O verão está abrasador, o céu despido de estrela, noites com muito calor, o brilho da noite parece com a cor preta, já na aurora surge a cor branca. Falar sobre Color de piel com poetas que escreveram em espanhol e, muitos brasileiros em português é uma tarefa ariscada, escritores e poetas com seus estilos próprios. Então falarei do Alfred Asís, este homem, poeta, escritor, divulgador, diagramador e editor do Chile decidiu ir atrás dos traços de outros escritores, sem cobrar um centavo, ele chegou a conclusão que a sua missão é inovar como o VersAsis, publicar livros enviar para outros Países. Está é a verdadeira grandiosidade de Alfred Asís. Obrigada.,,, Gracias....felicitaciones por seu trabalho.

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

O título mais importante da minha carreira.

Quando às estrelas no céu brilham em noites dadivosas, conto e procuro o cruzeiro do sul, o brilho me fascina desde criança, fui me acostumando com os deslizes da caminhada, meu pai sorria muito com meus devaneios, estava sempre por perto me guiando.Quando falei que estava escrevendo poesias, papai alertou : " Filha, o poeta só será reconhecido com 100 anos após sua morte, uns não sabem da sua sepultura". Mas, nesta época eu já era uma artista de teatro, tinha feito umas exposições de pinturas. Vamos lá papai quero sua poesia para fazer um dueto, peguei seu caderno e mandei publicar o dueto, ele já tinha feito a viagem eterna. Continuei publicando sem incentivo financeiro, tirava das viagens, férias, para poder publicar, tive duras críticas de uns certos poetas, subi ao palco muitas vezes do meu jeito e tive desavenças por ser espontânea, aqui na terrinha eles se mordem.
Um belo dia recebi este título, reconhecimento de outro estado.
Vida longa ao Instituto Veabrasil e sua idealizadora Léa Lu, presidente do Escbrás. Gratidão para a mulher notável Léa Lu

sábado, 19 de janeiro de 2019

Esperança

Esperança

No silêncio a mente pensa positivo
Confiante em sua jornada
Corre o tempo... Passa à vida com fé
Cada dia me espanto com fatos reais
Para estimular olho para uma âncora
Como simbolo da esperança, sempre
Resgato o verde das plantas, o rio, mar
Sigo confiante até o final da jornada.

Varenka de Fátima Araújo

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Trova - Solidão.

Na solidão só consigo
lembranças dos queridos
as dos meus pais persigo
escuro dos passados.

Varenka de Fátima Araújo